BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

quarta-feira, 10 de junho de 2009

...Ciclo mortal...

Finalizando o meu eterno ciclo
Vejo o que não posso mais ter
Não mais amo, não mais sinto
Vivo a morte em meu sofrer

A vida eu sugo
Buscando o prazer no elixir dessa mundana vida
O mal eu sou
Ao fugir da paz que almejo

Os traços eu confundo nessa escuridão
O que me cerca são apenas sombras, e morte
Os dias se passaram e eu nunca mereci o fim
O meu tempo se foi e todos os pensamentos se anularam
Amando, eu descobri que somente eu poderia me criar
E eternamente me recriar após um simples fim

Corpo leve que possuo
Peso que tenho que carregar
Minha alma está condenada
E o meu fim eu vivo a buscar

Fui o mais belo imortal
Sempre existi consciente em mim
Lágrimas de sangue dos meus olhos rolaram
Quando eu criei o meu fim...
Me recriei em mim buscando um novo fim
Que nunca tive, mesmo criando uma prole pra mim
Da morte surgiu a morte sem nunca se ter um fim!

"Pelo seio frio e viperino sorrir,
Por seus abismos de perfídia enconbrir,
Por este olhar de virtude simulada,
Pela hipocrisia de tua alma trancada;
Por ter de tua arte a perfeição,
Que por humano fez passar teu coração;
Por ter a dor alheia como fim,
E por tua irmandade com Caim,
Eu te invoco! E o ordeno
Que tu mesmo sejas teu próprio inferno!"

2 comentários:

†††Lady Dani††† disse...

Nossa eu amei esse poema...é muito DARK...xD'

bjos my bitcH♥

Pedro disse...

tbm gosteii...vou até pegar pra mim...xD
beijos sangrentos...†